Posts tagged Pesquisa Intensiva de Preços

Representantes Comerciais

3

Como vocês sabem, pois já postei bastante aqui, estou com uma casa em construção. Como um bom pão duro e inventor do método PIP de Pesquisa Intensiva de Preços, estou sempre pesquisando absurdamente o preço das coisas antes de comprar.

Representante Comercial

Quando você atinge um grau elevado de pesquisas de preço, você começa a conseguir comprar direto das empresas que produzem os produtos. Normalmente estas empresas vendem seus produtos através dos chamados representantes comerciais. Estes profissionais (alguma vezes não muito profissionais) podem ser contratados da própria empresa, e desta forma empregados e representantes exclusivos da mesma, ou o que acredito ser o mais frequente, eles são profissionais autônomos que apenas vendem os produtos daquela empresa e não raro vendem de várias outras também.

 

É difícil comprar destes profissionais, mesmo você tendo uma empresa e CNPJ como é meu caso, pois existe uma certa ética de que eles não devem vender diretamente para consumidores finais para não fuder com as lojas do varejo como Leroy Merlin e Telha Norte que tentam fuder a gente com lucros absurdos. Mas algumas empresas possuem uma representação para construtoras e tendo uma empresa e uma obra de verdade, algumas vezes você consegue comprar destes caras.

Representante Comercial

Pois bem, além de dar a dica de comprar com representantes da empresa, este post é mais para alertá-los dos perigos desta prática! Um grau acima da evolução nas compras com representantes é comprar de representantes fora da sua região. Pois além deles representarem a empresa, eles são setorizados, eles representam a empresa apenas em uma região designada. Acontece, que como disse, é difícil conseguir comprar deles, alguns simplesmente não te atendem ou não querem te vender, então comecei a tentar comprar de representantes de outras regiões mais distantes.

 

Aí que vem um dos perigos, além dos que já existem para qualquer representante, a distância! Aconteceu de eu conseguir comprar de um cara de uma cidade do norte de Minas Gerais, quase na Bahia. No começo foi mil maravilhas, ele respondia os emails instantaneamente, me atendia pelo telefone e até me ligava, mas tudo mudou após o pagamento, que estranhamente ele pediu que fosse feito na conta da empresa dele. Depois disso ele não respondia mais meus emails, só ligações, depois parou de responder as ligações. Fiquei cortando prego de ter caído em um golpe e o cara nem ser representante da empresa e ter me fodido em mais de 2,5k!

 

Liguei para empresa e consegui confirmar que ele realmente trabalhava para eles, menos mal… Entretanto ele foi me respondendo cada vez menos, quando conseguia uma reposta ele sempre falava que os produtos iriam chegar no dia seguinte e isso se estendeu por mais de um mês, e eu nem podia ir na casa do vagabundo dar uma prensa nele porque ele estava a mais de 400 km de distância. Eu procurei o máximo de informação que pude dele, da empresa e dos gerentes, consegui isso com a internet e contatos com outros representantes da empresa. Então consegui ligar para o gerente dele em SP (outra facada foram as ligações). O gerente parece ser uma pessoa bem correta e está tratando do caso. Ainda não recebi os produtos e já tive que ligar pro gerente várias vezes porque o cara chegou a desligar o celular para não me atender, estou esperando os pisos para semana que vem, espero que cheguem mesmo, depois de mais de um mês de angústia e medo de levar um golpe desses.

sales-guy

Vou compilar as lições aprendidas com essa experiência:

1. Verifique antes de comprar se o representante está mesmo cadastrado e trabalha para aquela empresa

2. Evite comprar de representantes fora da sua região, isso complica muito as coisas em caso de problemas e você vai gastar uma fortuna com ligações DDD (entretanto, esse é o grau 2 de compras com representantes, para prós)

3. Nunca deposite o dinheiro na conta do cara, peça a conta da empresa ou boleto (o gerente disse que depositar na conta dele não era política da empresa)

4. Peça detalhes bem específicos que só um representante saberia sobre o produtos, forma de entrega, preços, fabricação, estoque, etc. Isso é uma forma de testar o cara

5. Pegue todos os documentos que você puder: boleto, comprovante de depósito, pedido, nota fiscal. Se ele se negar a passar algum, suspeite!

6. Consiga todos os dados do cara que você puder, como telefones (fixo é melhor que celular), endereço, nome completo, CPF, CNPJ da empresa de representações dele, nome dos filhos, do cachorro, facebook, linkedin, qualquer coisa serve para mostrar que você não é um idiota e sabe da vida do cara caso ele faça algo com você, ele vai preferir dar o golpe em um mais bobo.

 

Se os pisos chegarem, posto aqui… :-S

 

Atualização: Os pisos chegaram! Faltando 8 caixas, mas foi erro da empresa e vão mandar o restante, ufaaa…

Demolição, como evitar picaretas e ainda ter um preço baixo

7

 

Demolição fail

Aqui vai a primeira e muito importante dica que uso SEMPRE: Pesquisa Intensiva de Preços (PIP). Se você fizer uma grande pesquisa de preços sobre qualquer coisa você vai se surpreender com a diferença de preços que certos produtos podem apresentar e muitas vezes essa diferença não significa perda de qualidade. O problema é que existe mercado para todo mundo, para os que cobram caro e para os que cobram barato, pois muita gente acha que seu tempo vale mais que seu dinheiro (talvez vale mesmo, ai blz) e não pesquisa nada antes de comprar algo ou contratar um serviço, eu não faço isso…

Como fazer a pesquisa: principalmente quando forem mais itens, comece criando uma planilha de excel. Se você tiver um conhecimento um pouco mais avançado de excel, faça uma fórmula que já destaque os menores preços encontrados e marque eles de verde. Assim que der eu coloco uma planilha assim que usei pra pesquisar preço de material de construção.

 

Voltando à demolição, comecei a pesquisa por onde sempre começo quando não tenho indicações de profissionais: catálogo (papel mesmo), telelistas.net e Google. É importante você usar todas estas diferentes mídias de pesquisa porque geralmente as empresas mais baratas nem sabem se internet é de comer ou de passar no cabelo, elas estão paradas no tempo, inclusive com suas listas de preços desatualizadas, defasadas em relação aos concorrentes e por isso mesmo absurdamente baratas!

 

fail

 

Então comecei a ligar intensamente para empresas de demolição. Neste tipo de serviço é necessário visita ao local para definição do orçamento. Não perca tempo agendando com um, esperando ele vir e agendando com outro. Muitas raças categorias de trabalhadores se dão ao luxo de faltarem em 90% dos agendamentos de orçamento, como os pedreiros (faço questão de dedicar um post a eles). Marque orçamentos freneticamente, com diferença de 15 minutos entre eles, com serviços elétricos aconteceu de minha mãe enrolar um na porta enquanto eu recebia o preço de outro e despachava ele por outra porta ou deles se encontrarem na porta e você ficar meio constrangido com o encontro, mas por outro lado foi bom que eles perceberam que não estava apenas pegando o primeiro que achei e davam preços menores inclusive falando “Da prioridade pra mim mano, a gente faz um preço menor se precisar.”

Agora vem o problema dessa estratégia, que só percebi depois de contratar o serviço. Lembrem que na grande maioria dos casos o baixo preço não significa baixa qualidade, ainda mais quando o preço baixo vem de uma pesquisa intensa. Mas as vezes acontece perda da qualidade.

Como tentar prever isso? A visitação intensiva de prestadores de serviço te trás 2 ótimos benefícios, e o melhor: grátis!

Os benefícios são:

1. Você começa a ter um preço médio do serviço deste mercado, começa a entender os valores desse setor.

2. Consultoria grátis! Fazendo perguntas para os profissionais e complementando com pesquisas na internet, você vai começar a se tornar um especialista temporário no assunto aprendendo como são os processos e os termos da área, falar a linguagem deste profissionais gera uma diminuição imediata dos preços, eles têm um preço para leigos e um para entendidos, até eu faço isso quando presto um serviço e muitos profissionais também.

Baseado nestes 2 benefícios você pode tentar evitar os caloteiros percebendo um preço imensamente abaixo do mercado ou percebendo pela fala do profissional e por algumas perguntas de teste que você aprende a fazer depois que entende do assunto, que ele não entende daquilo ou está falando bobagem.

Como a demolição era o primeiro serviço que estava contratando e ainda era “Junim” peguei o mais barato seguindo minha máxima:

Se não tiver uma indicação do serviço, pegue o mais barato, se não der certo pelo menos você gastou o mínimo de dinheiro.

E foi batata. O cara tinha um preço como 3x menos que os outros que nem iam retirar a terra da garagem que eu precisava e era cheio de segurança e prazos absurdos, outro indício forte de picaretagem. Quem fala que faz e acontece, tudo ele resolve e ainda é mais rápido do que o humanamente possível é picareta! O cara começou até bem, quebrou a casa quase toda em um dia, depois disso parou. Ficou só um cara fazendo o serviço muito lentamente, ele roubou os fios que eu falei que queria, começou a pedição de dinheiro típica dos picaretas e no fim, quando você fala que não vai dar mais dinheiro, fez o que outros safados também fizeram, fugiu! Não sem antes roubar uma portar de ferro para pagar o caminhão de entulho e deixando um ajudante me aporrinhando e ameaçando para que eu o pagasse. Tive que dar uns tijolos da demolição pra ele parar de reclamar e vir à minha casa.

picareta

Ele deixou as ruínas da casa e todo o entulho. E eu ainda havia combinado com ele retirar algo que deve ter dado uns 27m³ de terra socada, que quando se tira triplica a quantidade. Imagina fazer isso tudo por algo que seria em torno de R$ 2.000,00! Claro que era furada, mas eu achei que era um achado dos preços baixos.

No fim eu gastei um pouco mais que isso para acabar a demolição e retirar os entulhos. Na parte da terra foram mais uns 7k de mão de obra e dezenas de caminhões de terra a R$ 180,00 cada um (chorados!), mais material para construção da garagem. Total: R$ 20.000~.

Então percebam que, tirando o material de alvenaria e a construção dos muros da garagem que ele não forneceria , o que gastei com mão de obra para demolir, retirar os entulhos e a terra ficou em aproximados R$ 10.000,00, 5x mais do que o preço do picareta. É um índice muito alto, que lembrem-se EXISTE ESSA DIFERENÇA PARA SERVIÇOS DE QUALIDADE, mas a sua pesquisa e seu conhecimento do assunto têm que embasar uma diferença dessas, que é raríssima.

 

Este post já está muito extenso, vou deixar para falar de outras formas de se resguardar de picaretas nos próximos posts. Falando do contrato de prestação de serviço (com modelo) e do pagamento.

Abraço e T+!

Go to Top